O que é o sonambulismo?

O Sonambulismo costuma surgir durante os momentos de sono mais profundos, em que estamos totalmente envolvidos no sono. Os sonambulos costumam realizar atividades sem consciência plena, já que as funções cerebrais da pessoa não estão totalmente ativas, o que faz com que a pessoa fique em um estado transitório entre o sono e a vigília. Por conta deste estado transitório, às pessoas costumam não lembrar ou terem uma lembrança vaga do que aconteceu.

Nestas situações a melhor coisa a se fazer é levar a pessoa de volta para a cama, sem acorda-los ou dar qualquer susto.

O sintoma mais conhecido do distúrbio é andar dormindo, de olhos abertos e com uma expressão vazia. Nas crises é comum levantar e começar a realizar situações motoras do cotidiano que não necessitam da interferência do cérebro, como mudar de roupa, falar sem nexo, andar pela casa, cozinhar, etc. Como a pessoa esta semi-consciente, é possível que a pessoa se machuque, caindo ou ferindo –se com instrumentos como a faca.

Casos em que o sonâmbulo sai de casa, dirige, ou caminha para fora de casa não são comuns. Porém, ao acordar a pessoa tende a estar aturdida e até mesmo apresentar certo nível de agressividade, pois a situação acontece nas fases mais profundas do sono.

Outros possíveis fatores são: a privação do sono ansiedade, problemas de respiração, febre, depressão e ruídos.

O diagnóstico tem como base o relato do pacientes e de pessoas próximas, porém, são feitos exames tradicionais como, por exemplo, a polissonografia e os eletroencefalogramas.

É comum que a doença desapareça de maneira voluntária em crianças, e que as mesmas não tenham quaisquer notícias ou lembranças deste período. Justamente por este motivo, o tratamento é aconselhável apenas em casos que as crises são frequentes e oferecem riscos a integridade física da pessoa. Nestes casos, é sugestivo que a pessoa faça uso de medicamentos como o benzodiazepínicos, além de antidepressivos, que também podem ser eficazes nestes casos. Técnicas de relaxamento e psicoterapia também são úteis.

Salienta-se que para obter informações especificas e detalhadas sobre seu caso, é necessária a consulta de um profissional da saúde, além da realização de exames.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *