Saiba por qual razão a Arábia Saudita planeja reduzir sua produção de petróleo

De acordo com a agência de notícias Reuters, autoridades da Arábia Saudita planejam um pacote de ações que pode restringir a produção petrolífera em todo o mundo. A abrangência dessas medidas, conforme reportado pelo Portal Terra, influenciaria o volume de combustíveis produzidos por nações membros da OPEP (Organização dos Países Produtores de Petróleo), bem como outras que não fazem parte do bloco.

Com a possível diminuição, um milhão de barris deixaria de ser produzido diariamente. A retração na cadeia produtiva de petróleo seria uma maneira do país se ajustar à tendência mundial de queda do produto e seus derivados. A Arábia Saudita é a maior nação produtora do segmento petrolífero, conforme citado na reportagem da Reuters.

A possibilidade desse cenário se modificar estaria relacionada com possíveis modificações dos fluxos produtivos de outros países, como o Irã, por exemplo. Para as autoridades que discutem o assunto, isenções concedidas à Índia e à China ocasionaram alterações significativas sobre a prática de preços sobre o petróleo.

Desse modo, como maneira de se evitar que o preço do produto se altere drasticamente, o país saudita vislumbra mecanismos que equilibrem a costumeira lucratividade percebida pela OPEP. A situação foi vista como limítrofe quando o valor do barril baixou a 70 dólares.

Um outro acordo vigora entre os países da OPEP e alguns outros que não fazem parte da organização. Trata-se do corte em diversas frentes de produção do combustível. Nesse caso, quase 2 milhões de barris são deixados de produzir por dia.

Uma reunião está agendada para acontecer no mês de dezembro, a fim de que se decida que medidas deverão ser implementadas para o ano de 2019. Assim sendo, os membros da OPEP e outras nações aliadas farão um encontro para debaterem o assunto, que será na cidade de Viena, capital da Áustria.

Embora haja certo consenso sobre a necessidade de cortes na produção petrolífera, é preciso que se debata qual a real quantidade do produto que deverá ser cortada. Desse modo, autoridades sauditas e de demais nacionalidades poderão estabelecer um piso a ser praticado em relação aos preços que serão adotados.

Saiba mais:

https://www.terra.com.br/noticias/mundo/arabia-saudita-esta-em-negociacoes-para-reduzir-producao-de-petroleo-apos-eua-isentarem-compradores,4f0c261d4253a338e22b9c6e32570067vpmt52t9.html

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *