O que é um empreendedor?

Ser capaz de ter uma ideia ou produto e construir um negócio em torno dele requer grande determinação. Nestas notícias veremos quais características um empreendedor pode ter para ter sucesso na venda de ideias ou produtos.

Você já teve uma grande ideia ou invenção que você sabia que seria um sucesso se você a compartilhasse com outras pessoas? Se assim for, você foi corajoso o suficiente para investir seu tempo e dinheiro para lançar essa ideia ou invenção? Quando um indivíduo decide arriscar tudo com a esperança de um grande retorno, pode-se dizer que ele ou ela está cumprindo o papel de um empreendedor.

Um empreendedor é alguém que comercializa e constrói um negócio em torno de um novo produto ou ideia. Ele ou ela assume os riscos de iniciar um novo empreendimento e, se o negócio for bem-sucedido, colhe as recompensas. Os empreendedores precisam encontrar seu próprio financiamento e materiais, e precisam confiar que sua ideia ou invenção é algo que os consumidores apreciarão e apoiarão. Embora cada um de nós seja capaz de criar um novo produto, aqueles que se destacam no empreendedorismo tendem a possuir uma certa personalidade. Nesta lição, veremos algumas das muitas características que formam as personalidades dos empreendedores.

Você pode estar se perguntando como saber se você tem esse tipo especial de personalidade que ajuda a impulsionar os empreendedores. Bem, há uma ferramenta de avaliação que pode ajudar a identificar o tipo de personalidade que você tem. Esse instrumento é o Indicador Tipo Myers-Briggs e é baseado no trabalho do psicólogo Carl Jung. O trabalho de Jung enfocou a crença de que as diferenças em nosso comportamento não são apenas aleatórias; em vez disso, eles são baseados na maneira como percebemos e julgamos as coisas. Porque todos nós percebemos e julgamos as coisas de maneira diferente, todos nos comportamos de maneira diferente. De acordo com Jung, a percepção é o quão conscientes estamos do que está ao nosso redor – pessoas, coisas e eventos. Julgamento, enquanto isso, é o que concluímos com base em nossas percepções.

O indicador de tipo Myers-Briggs identifica 16 personalidades com base na percepção. Cada personalidade é uma combinação de quatro letras, que são características que descrevem nossas preferências.

Traços de personalidade comuns de empreendedores bem-sucedidos

Os traços que impulsionam os fundadores de startups são vistos às vezes de forma negativa.

Os empreendedores podem ser vistos como agressivos, impacientes e obstinados. E sim, há muitos fundadores que se encaixam nessa descrição.

Mas isso é apenas porque os empreendedores geralmente têm um forte instinto em torno de quais produtos funcionarão para as pessoas. Eles avançam mesmo quando os outros não conseguem ver o que estão procurando.

E nem todas as características que levam ao sucesso empresarial são vistas de forma tão negativa. De fato, muitos dos atributos que os fundadores tendem a compartilhar são essenciais para seu sucesso em se relacionar com os outros e descobrir o que as pessoas precisam.

Aqui está o que eu notei enquanto colaborava com empreendedores na Y Combinator e trabalhando em várias startups:

Curiosidade – A tecnologia se desenvolve em taxas diferentes e de maneiras diferentes em todo o mundo. Curiosidade sobre essas diferenças é um atributo importante para qualquer empreendedor

Cada país tem sua própria economia interessante e única. E embora as pessoas na China, nos EUA, no Japão ou na Coréia tenham um conjunto comum de desejos, elas também têm climas comerciais e sociais diferentes. Assim, as pessoas em cada lugar tendem a encontrar soluções diferentes das outras partes do mundo.

Eu encorajaria qualquer empreendedor a fazer uma viagem à China e testemunhar como a tecnologia está se desenvolvendo lá. A absorção de idéias e conceitos diferentes é uma experiência valiosa para um fundador.

Um sentimento de impaciência – Os empreendedores precisam de impaciência para reconhecer ineficiências e capitalizá-las.

As pessoas costumam pensar em impaciência como um traço de personalidade desagradável. Mas pode realmente ser muito benéfico para um empreendedor que está tentando criar um produto que resolva uma situação ineficiente.

Parte da razão pela qual eu comecei a Spin foi porque eu estava constantemente esperando que o Ubers me pegasse e trabalhasse através do tráfego em volta do meu escritório. Eu estava impaciente e decidi criar uma solução para o meu problema, em vez de esperar que alguém resolvesse o problema.

Em algum nível, a maioria das pessoas entende que existe uma maneira melhor de fazer as coisas. E eles escolheriam o melhor caminho se estivessem disponíveis. Agir e buscar essa solução é o que diferencia os empreendedores.

O que é a prisão de ventre?

Popularmente conhecida como ´´ intestino preso “ ou prisão de ventre, a Constipação intestinal, é um distúrbio corriqueiro que tem como característica principal a dificuldade de defecar. É necessário ressaltar que não há uma classificação para a assiduidade do funcionamento do intestino, que normalmente varia de três a doze vezes por semana.

É considerado um quadro característico de constipação quando acontecem ao menos duas evacuações na semana onde o esforço para conseguir evacuar é muito grande e com pouca produtividade.

Algumas pessoas relatam que não conseguem defecar em ambientes estranhos, ou quando não estão na rotina ou estressadas. Estas situações não duram muito tempo, logo que o individuo retorna as suas atividades normais a constipação desaparece. Normalmente a constipação costuma ocorrer muito com mulheres, e em fases como a gravidez, nos idosos e em crianças.

As principais causas de prisão de ventre costumam ser: uma dieta que contenha poucas fibras, pouca ingestão de líquidos e frutas, sedentarismo, e a ingestão de proteína animal e de alimentos com muita gordura, ou extremamente industrializados. Outra situação que acontece muitas vezes que também acomete o funcionamento dos intestinos é não evacuar no momento em que a vontade vem.

O ´´ intestino preso “ ainda esta relacionados a doenças que acometem o cólon e o reto, como hemorroidas, fissuras anais, câncer colorretal. E também pode ser gerada pelo uso de certos remédios e por alterações do mesmo no organismo e no metabolismo.

Algumas alterações mentais também podem causar a prisão de ventre, como o estresse, a depressão e a ansiedade.

Os principais sintomas do ´´ intestino preso “ variam de acordo com a pessoa, ou dependendo do grau da crise. Mas os que normalmente aparecem são: Número muito menor de evacuações do que o normal, dificuldade para defecar, já que as mesmas estão muito ressecadas e duras, sensação de intestino cheio, desconforto, inchaço abdominal, mal-estar, gases e distúrbios digestivos.

Levantar o histórico do paciente e fazer exames é necessário para o diagnóstico. Exames laboratoriais como o hemograma e de imagem, para detectar sangue nas fezes, e a colonoscopia são de extrema importância para conhecer os motivos do distúrbio e para fazer o diagnóstico correto.

É necessário advertir que a prisão de ventre é um sintoma e não uma doença em si como algumas notícias apontam, portanto, fazer um tratamento é necessário apenas para corrigir as causas deste distúrbio. A grande maioria das pessoas ao mudar os hábitos do dia a dia como uma maior ingestão de fibras, de alimentos que contenham propriedade laxativas, frutas, algumas vezes suplementos com fibra, já sentem uma grande melhora e se beneficia acabando com a prisão de ventre e impedindo novas crises. Mudanças como a ingestão de liquido, a pratica de exercícios e em alguns casos pode ser necessário o uso de supositórios e de lavagens intestinais para ajudar na defecação, mas é necessário alertar que sempre com orientação médica, seguindo a risco o que é indicado.

As principais recomendações para estes casos é ir ao banheiro sempre que tiver vontade, Diminuir a quantidade de álcool, pois desidrata as fezes, tentar controlar o estresse e a ansiedade, e ao notar qualquer mudança nas fezes procure por um médico.

O que é uma startup?

Startups, fundamentalmente, são sobre a criação de inovação tecnológica de economia. O co-fundador do PayPal, Peter Thiel, colocou o melhor em Zero to One : ele definiu as startups como criadoras da inovação vertical e não da inovação horizontal. Exemplos de startups iniciais incluem YouTube, Facebook e Alibaba.

Inovação vertical refere-se a novas tecnologias que não foram criadas antes. Uma startup tem como objetivo criar um monopólio em um nicho de mercado e depois expandir para novos mercados. Enquanto isso, a inovação horizontal (também chamada de globalização) significa trazer a tecnologia existente para lugares que não a possuem.

Steve Blank, autor de Quatro Passos para a Epifania , colocou de outra forma: “Uma startup é uma organização temporária usada para procurar um modelo de negócios repetitivo e escalável.” Quando um modelo de negócio é repetitivo, significa que você pode reaplicar as mesmas práticas repetidamente para criar resultados previsíveis, seja receita ou crescimento do usuário. Empresas escalonáveis ​​possuem essas características:

Ambição global combinada com processos internos que permitem que um negócio cresça rapidamente.

Aumento de capital externo de investidores anjos, fundos de capital de risco ou firmas de private equity para atender à demanda e ampliar os negócios.

Invenção da tecnologia para ajudar as pessoas a fazer as coisas de maneiras mais eficazes e eficientes do que os produtos existentes.

Quando uma startup encontra um modelo de negócios repetitivo e escalável, ela deixa de ser uma startup.

O fundador da Y Combinator, Paul Graham, tem uma definição semelhante a Blank, embora ele o coloque de maneira muito mais simples em seu ensaio : “Uma startup é uma empresa projetada para crescer rapidamente”.

Ao contrário de Thiel, Graham não acha que a tecnologia é essencial para startups. Apenas uma coisa importa: crescimento. “Ser recém-fundado não faz de uma empresa uma startup. Nem é necessário que uma startup trabalhe com tecnologia, nem tome financiamento de risco, ou tenha algum tipo de saída. A única coisa essencial é o crescimento ”, acrescenta ele.

Eric Ries, autor de The Lean Startup , diz que “uma startup é uma instituição humana projetada para entregar um novo produto ou serviço sob condições de extrema incerteza”.

Cestas de Presente é área promissora no comércio eletrônico no Brasil

O comércio de Cestas de Presente no Brasil ainda é relativamente novo, diferente de outros países onde são comercializadas Cestas Gourmet, com itens como vinhos, queijos, chocolates finos e muitos outros items.

Embora a popularidade de Cestas de Café da manhã seja grande por aqui, enviar uma Cesta de Presente para alguém em seu aniversário, ou mesmo em datas comemorativas como Páscoa e Natal ainda é uma coisa pouco comum.

Entretanto, segundo a Associação Brasileira de Comércio eletrônico, esta modalidade vem se popularizando e vem surgindo startups neste setor.

Já existem inclusive empresas trabalhando com a entrega internacional de presentes. Com a globalização o envio de presentes para o exterior vem se popularizando bastante.

O número de expatriados vem crescendo devido a crise econômica no país, e com isso muitos brasileiros tem imigrado para países como os Estados Unidos, Portugal, Espanha, Austrália, ou até mesmo para continentes mais distantes como a Ásia.

Com isso, a necessidade de enviar um presente para familiares, no exterior vem auxiliando o crescimento dessa modalidade de ecommerce. Além disso, o número de pessoas vivendo um relacionamento a distância facilitado pela internet com pessoas de outros países também tem se tornado comum.

Segundo dados de instituições que regulamentam o comércio eletrônico brasileiro os tipos de presentes mais populares para envio na modalidade de Cesta de Presente são Flores, Chocolates, e bebidas alcólicas como Vinhos e Cervejas especiais.

Mas uma Cesta de Presente não é algo que se aplique somente para envio internacional. Com o preço destes charmosos produtos caindo a cada ano, as Cestas de Presente vem substituindo os presentes tradicionais como roupas, eletrônicos e livros.

Em uma Cesta de Presente é possível agradar os mais diversos perfis de pessoas pois em um mesmo presente você pode englobar uma variedade maior de produtos.

Está previsto um crescimento de 27% para o ano de 2019 nessa modalidade de loja e com isso, vale a pena investir neste tipo de comércio eletrônico ou site se você ainda está pensando em que nicho de negócio pretende investir.

Com a queda do dólar e a possível redução de impostos o comércio de produtos importados de qualidade como chocolates e vinhos tente a enriquecer ainda mais o negócio de Cesta de Presente.