Pesquisa da CNC aponta alta de 5,7% no preço de chocolates nesta Páscoa

Uma nova pesquisa feita pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) revelou que o preço médio dos chocolates aumentou 5,7% nesta Páscoa. As notícias sobre esse estudo foram divulgadas no dia 2 de abril de 2019.

De acordo com a CNC, não foi apenas os chocolates que tiveram aumento no preço nesta Páscoa, as passagens aéreas também aumentaram neste período em comparação com o ano passado. “Além das oscilações nos preços observadas nos chocolates, as passagens aéreas tiveram um aumento médio de 10,8% nos preços, enquanto que as passagens rodoviárias interestaduais atingiram um aumento ainda maior, chegando a 17,7% nesta Páscoa. Esses aumentos tornam difícil o avanço do consumo de bens e serviços no país durante o feriado de Páscoa”, revelou a CNC em um anúncio.

Esses são apenas alguns dos produtos que poderão impedir o avanço no consumo de bens e serviços durante a Páscoa. O aumento do dólar neste ano tem gerado produtos mais caros justamente pela importação, como é o caso do azeite de oliva, dos pescados e até mesmo do chocolate.

Segundo a pesquisa, considerando o encerramento dos 12 meses em março de 2019, esses produtos típicos de Páscoa acumulam uma variação média nos preços de 4,6%. Essa variação está abaixo dos 5,9% observados nas vésperas da Páscoa de 2018. No entanto, os dados ainda mostram um aumento, considerando que a variação está acima da inflação.

Mesmo com os preços em alta, a CNC considera que as vendas de Páscoa terão impacto significativo na economia do país. A projeção para este período é de alta de 1,5% nas vendas. Caso a alta se confirme neste ano, o país entrará no terceiro ano consecutivo de crescimento nas vendas de Páscoa.

Para o varejo alimentício, a CNC estima um faturamento em torno de R$ 2,4 bilhões apenas com as vendas realizadas durante a Semana Santa. Ou seja, há uma grande expectativa de venda mesmo com o crescimento econômico desacelerado durante o período.

Além desses ótimos dados para os negócios no país, a CNC estima que 10,7 mil postos de trabalho sejam abertos no período antes da Páscoa. Isso contribuirá de diversas formas para a economia do país. Os principais postos de trabalho que deverão ser abertos serão destinados aos hiper e supermercados do país, sendo esses locais os responsáveis por empregar 65% das vagas temporárias no período de Páscoa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *